Como a alta da Selic pode impactar o negócio das empresas do setor imobiliário na Bolsa

Após ter atingido seu menor patamar histórico, de 2% ao ano, a Selic voltou a subir em 2021. Em março, o Comitê de Política Monetária do Banco Central, o Copom, decidiu elevar a taxa básica de juros a 2,75% ao ano — uma decisão esperada pelo mercado a fim de reduzir a pressão sobre a inflação. Mas a alta da Selic pode prejudicar o desempenho das empresas do setor imobiliário na Bolsa? E como ficam os juros do financiamento imobiliário: eles vão subir também?

Neste vídeo, você verá as análises de cinco companhias cujos executivos participaram da série de lives Por Dentro dos Resultados, do InfoMoney. São elas: Tecnisa, EzTec, São Carlos, MRV e Tenda. Para conferir o conteúdo completo das 43 lives da nova temporada do projeto #PorDentroDosResultados, acesse: https://www.infomoney.com.br/por-dentro-dos-resultados/

—–
Junte-se ao canal do InfoMoney no Telegram e receba notícias em tempo real e conteúdos exclusivos: https://t.me/infomoney_noticias

Cadastre-se na newsletter do InfoMoney para receber diariamente conteúdos para investir melhor: http://inf.money/newsletterdiaria

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.