Lojas Quero-Quero (LJQQ3): oportunidade de compra?

👉 CONHEÇA O EMPIRICUS BEST IDEAS: https://emprc.us/6Clj4V.

Uma das queridinhas da nossa analista Cristiane Fensterseifer, as Lojas Quero-Quero vem sofrendo bastante na Bolsa no último mês, o que não é justificável, uma vez que estão em um momento operacional muito bom e com forte perspectiva. Será que essa queda é uma oportunidade para se posicionar neste ativo? Confira no vídeo de hoje!

Normalmente, um dos principais fatores na hora de investir em uma empresa é a gestão. No caso da Quero-Quero, eles passaram muitos anos sob a administração da Advent, uma reconhecida empresa de fundos private equity e que entrou trazendo uma grande mudança na direção da loja, implementando uma cultura de meritocracia e foco no resultado, um programa de trainee bem estabelecido e uma boa formação de gerentes de loja. Agora que a Advent saiu da gerência da Quero-Quero, todos esses pontos ficaram como herança e são um ponto super positivo para a companhia.

Falando agora sobre os números da empresa, é importante dizer que os resultados em 2020 foram surpreendentes. Podemos até mesmo dizer que a pandemia não afetou a Quero-Quero, e em alguns quesitos, a margem da empresa foi até beneficiada neste cenário. A Quero-Quero é uma empresa do setor de “casa e construção” , que tem lojas no interior dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, atuando em cidades pequenas e tendo como concorrente os pequenos lojistas locais. Durante a pandemia, estes lojistas tiveram diversos problemas com atrasos e quebras de fornecedores, mas a Quero-Quero, que é uma empresa consolidada e com ações listadas na Bolsa, conseguiu negociar com seus fornecedores, o que fez a empresa manter os ótimos resultados em 2020.

Será que uma empresa como a Quero-Quero ainda precisa expandir? Sim! Quando um investidor entra no papel de uma varejista, ele espera crescimento, e nesse quesito a companhia tem um plano de expansão robusto e muito bem estabelecido para continuar crescendo no interior dos estados. A companhia já conta com 500 lojas nesta região e podemos esperar mais de 30 nos próximos anos, com foco no interior do Mato Grosso do Sul e São Paulo, aumentando ainda mais a presença da empresa.

Ah, e vale lembrar que a renda dos consumidores da Quero-Quero é muito ligada ao agronegócio e o Brasil tem uma grande vantagem competitiva neste segmento. Em outras palavras: a empresa se beneficia de certa forma do agronegócio e isso é muito positivo, além de trazer mais segurança na hora de investir na companhia. Além disso, o setor de casa e construção foi muito beneficiado pelas taxas de juros em baixa, e mesmo com a Selic subindo, ela ainda está muito menor do que o histórico brasileiro, ou seja, é um ótimo momento para a empresa.

Ainda temos muitos pontos para explorar sobre a expansão da Quero-Quero, como o plano “Figital”, que é a união das lojas físicas com o digital e o Verde Card que ajuda muito nas vendas, já que oferece crédito para os seus clientes. E se você gosta de múltiplos, segundo a tese da Cris, o múltiplo ev/ebitda da empresa este ano é de 10x, enquanto que a média do setor é em torno de 20x, incluindo varejistas como Petz, Raia Drogasil, Lojas Renner e Grupo Mateus.

Já deu pra entender que a Quero-Quero é uma ótima oportunidade para quem quer se expor aos papéis de varejistas e estava somente esperando uma boa oportunidade.

👉 Quer conhecer mais oportunidades como essa? Confira a Empiricus Best Ideas: https://emprc.us/6Clj4V

Acesse o site da Empiricus: http://empiricus.com.br​

SIGA AS NOSSAS REDES SOCIAIS:

Instagram da Cris: https://instagram.com/crisinveste
Instagram: http://instagram.com/empiricus​
Facebook: http://www.facebook.com/empiricus​
Twitter: http://twitter.com/empiricus​
Telegram: https://t.me/empiricustelegram​

Não esqueça de 👉 se inscrever no nosso canal e ativar o 🔔 sininho de notificações para não perder nenhuma novidade.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.