O dia em que minha mãe comprou Bitcoin – Criptosphere #37

Eu descobri o Bitcoin em 2012, mas apenas em 2021, nove anos depois, consegui que minha mãe comprasse suas primeiras criptos.
Depois que minha irmã conseguiu dobrar seu capital investido, ela se animou. Não, meu exemplo não bastava.
Às vezes, tudo o que falta é um exemplo de sucesso mais próximo da nossa realidade. Em outras, alguém que segure na nossa mão enquanto nos aventuramos por um universo completamente novo. Seja qual for o seu caso, trago aqui a história de quem tanto me ensinou durante a vida e reforço o recado: nunca é tarde demais.

Siga a Inversa em outros canais 👇

Facebook: https://inve.pub/fb
Instagram: https://inve.pub/ig
Twitter: https://inve.pub/tt
LinkedIn: https://inve.pub/in

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.